Bilionário Richard Branson vai ao espaço em foguete da sua empresa Virgin Galactic; voo durou cerca de 20 minutos

Fundador do grupo Virgin se antecipou a Jeff Bezos, da Amazon, e se torna o primeiro empresário a voar em uma espaçonave desenvolvida com fins comerciais.

O bilionário Richard Branson, fundador do grupo Virgin, decolou na manhã deste domingo (11) do Novo México, nos Estados Unidos, a bordo do foguete VSS Unity, da sua própria empresa de astro-turismo Virgin Galactic Holding Inc, para um breve voo espacial. O lançamento ocorreu às 12h25 (horário de Brasília) e o pouso, às 12h41.

A viagem contou com dois pilotos e quatro "especialistas da missão", com Branson sendo um dos passageiros. O breve voo suborbital terminou onde começou, em uma pista do Spaceport America - o primeiro espaçoporto projetado para fins comerciais, construído em 2011, também pelo empresário.

Já em terra, Branson descreveu a experiência à imprensa: "Eu era uma criança com um sonho, olhando para as estrelas, e agora sou um adulto em uma nave espacial olhando para trás, para nossa bela terra. Para a próxima geração de sonhadores, se pudermos fazer isso, imagine o que você pode fazer."

"Conforme você vai para o espaço, as vistas são de tirar o fôlego. Quero dizer, não há dúvida de que temos muita sorte de ter este planeta em que vivemos", declarou.

O bilionário também fez publicou após o voo. "Sonhei com este momento desde criança, mas ir ao espaço é ainda mais mágico do que eu poderia imaginar”, afirmou. “É impossível descrever como você se sente ao olhar para a Terra lá embaixo, é apenas uma beleza indescritível.”

A Virgin Galactic não usou um foguete clássico para lançar sua nave. Foi utilizado um avião que decolou de uma pista e depois soltou, na altitude, a nave espacial que estava acoplada. Ao chegar no espaço, a nave ligou seus motores e depois desceu planando. Todo o percurso durou menos de 20 minutos.

Este é o primeiro teste de voo da Virgin Galactic com uma tripulação completa.

Com a aventura, Branson conseguirá agora avaliar com este voo teste qual será a experiência de seus futuros clientes. A Virgin Galactic pretende iniciar viagens para turistas em 2022. Até o momento, cerca de 600 pessoas compraram passagens que variam de US$ 200 mil a US$ 250 mil.

A missão da Virgin Galactic foi batizada de Unity 22, por conta do 22º teste de voo da aeronave. Apesar de ser o primeiro com todos os espaços ocupados, o voo foi o quarto da empresa a contar com tripulação.

O voo é realizado com a unidade do avião espacial batizada de VSS Unity, do modelo conhecido como SpaceShipTwo. Ele foi transportado pelo jato de porta-aviões de dupla fuselagem VMS Eve, cujo nome foi dado em homenagem à avó de Branson.

Eles se deslocaram a uma altitude de 15 quilômetros, onde a VSS Unity foi liberada e impulsionada rumo ao extremo da atmosfera. O ponto máximo do voo foi a 89 quilômetros, acima da altura estabelecida nos Estados Unidos para a fronteira espacial.

 

Disponível em: https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/2021/07/11/voo-richard-branson-virgin.ghtml Acesso em: 14 Jul 2021 

Veja Também

Empreendedores devem ficar atentos ao aumento da Selic

Decisão do Copom deixa crédito mais caro e empreendedores devem fazer boa gestão financeira para pagar...

Vendas no comércio crescem 10,1% no primeiro semestre, diz Serasa

Esse foi o maior crescimento semestral desde 2010

Guerra anunciada: home office X voltar para o escritório; você está preparado?

Polêmica nos EUA antecipa questões sobre o futuro do trabalho no pós-pandemia

Peça o seu Orçamento

Nossa equipe está esperando pelo seu contato......

Clique Aqui